António Carneiro Jacinto
Sábado, 31 de Março de 2007
DIGA NÃO AO MEDO

Abro hoje uma excepção para me pronunciar, em post, sobre a ameaça feita por um anónimo de pôr em tribunal um dos comentadores habituais deste blogue.

Quero que fique bem claro, de uma vez por todas, várias coisas que o anónimo ignora:

1.     O Blogue é da minha exclusiva responsabilidade e respondo por tudo o que nele é escrito;

2.     Resulta deste facto que se é intenção do anónimo apresentar queixa em tribunal tem de o fazer contra mim;

3.     Sou eu que decido sobre aquilo que é publicado e em quase 4 meses não houve um único caso de difamação;

4.     O anónimo desconhece a legislação sobre a liberdade de expressão nos blogues e confunde, deliberadamente, difamação com crítica.

Fique a saber ,senhor anónimo, que eu não tenho medo de si nem de ninguém. Vivo numa sociedade livre e democrática, coisa que, infelizmente, parece não ser o caso, sobretudo na cidade de Silves. Sou eu que dou o corpo às balas e que assumo toda a responsabilidade por aquilo que é escrito neste blogue.

Começa a inquietar-me, cada vez mais, a atmosfera pidesca, com alguns laivos de fascismo ,que se vive neste concelho.

Aproveito esta ocasião para lançar um apelo profundo e muito sincero a todos aqueles que lêem e escrevem neste blogue, para que não tenham medo.

Medo é sinónimo de falta de liberdade e não foi para isso que há 33 anos se fez o 25 de Abril e muito menos essa importantíssima conquista de os cidadãos poderem escolher livre e conscientemente os seus representantes nas autarquias locais.

É altura de deixarmos de nos esconder, de não termos medo de dizer que somos a favor ou contra o REGIME LOCAL. Temos de dizer não ao medo, de o combater por todas as maneiras e de nos assumirmos como cidadãos de corpo inteiro.

Este blogue é um espaço de liberdade, aberto a todos, com a única condicionante de não ser um local para difamações ou críticas à honra seja de quem fôr. Defendo, portanto o visado como todos aqueles que de uma forma assídua ou esporádica aqui deixam o seu testemunho.

Vamos dizer não ao medo, vamos dizer não ao autoritarismo, vamos dizer não às provocações. Chega de mentiras. Falemos todos verdade.



publicado por António Carneiro Jacinto às 18:45
link do post | comentar | favorito
|

26 comentários:
De Ze Quintas a 31 de Março de 2007 às 20:17
Os meus parabéns pela sua tomada de posição.
Continuação do bom trabalho.
Cumprimentos.


De Anónimo a 31 de Março de 2007 às 20:30
Felicito-o ,Carneiro Jacinto, pela oportunidade do seu esclarecimento e pela frontalidade com que enfrentou a ameaça do senhor/a anónimo/a.
A regra do "Cala-te se não bato-te" terminou.
O "quero, posso e mando" tem os dias contados.
É preciso acabar com o autoritarismo e as arbitrariedades na nossa Autarquia.
É preciso por fim a processos pidescos.
Ninguém quer vítimas, queremos, pura e simplesmente, que sejam apurados os factos e que os que tiverem culpas sejam punidos, se for o caso.
Quem não deve não teme ,e, quem tiver culpas,que as assuma.
Os Munícipes estão a ser vítimas de uma péssima gestão e a ver a sua cidade num lastimável estado de sítio.
.Bem haja pela atitude.


De casinovelho a 1 de Abril de 2007 às 00:19
Hoje ao ter tomado conhecimento de alguns factos que afectaram a saida de algumas pessoas da vereação, e também dos desmamdos que tem acontecido no nosso concelho, penso que as pessoas que rodeam a Sra. Presidente estão preocupadas com o que se está a saber.
Tenho dúvidas que hajam pessoas que sempre apoiaram a Sra Presidente que não tenham tomado posições firmes sobre alguns processos, só que devido à cegueira de mostrar serviço os atropelos foram tantos que agora já não há remédio. O poder cega e muitas das vezes não se olham aos meios para se atigirem os fins, continuo na minha, a Sra. Presidente nunca foi assim o que lhe terá passado pela cabeça.



De Anónimo a 2 de Abril de 2007 às 17:27
É caso para perguntar, só agora se apercebeu do que a senhora sempre foi? Deve ter andado distraído.
Laranjinha azeda


De Anónimo a 1 de Abril de 2007 às 00:29
Dr. Carneiro Jacinto
Numa cidade (') onde os empregadores são os mesmos e onde as pessoas precisam de dar de comer aos filhos ... o medo serve para "colocar no lugar" alguns e para alimentar outros... E assim se sobrevive, encolhendo os ombros...
E é por isso que aqui estou de forma anónima.
Eu, pessoalmente, não quero saber se este ou aquele são corruptos... muito menos me interessam os "golpes palacianos" de A,B ou C.
Quero voltar a ser livre!
O seu post foi muito adequado.
Começa agora a perceber como funciona esta nossa maravilhosa terra e o seu contributo, como homem da comunicação, é desde já muito positivo.
Bem haja!


De MOIRO a 2 de Abril de 2007 às 22:13
Quem é cobarde nunca é livre... quanto muito é oportunista DE PERNA ABERTA


De José Meireles a 1 de Abril de 2007 às 00:36
Caríssimos

Muitos Silvenses foram espancados e torturados por dizerem o que pensavam. Foram perseguidos e privados das suas famílias. Foram presos, por querem viver em liberdade. Com o 25 de Abril tudo mudou.
Chega! Que ameaças são essas? Isso só revela a agonia de quem perdeu a razão, de quem perdeu o poder e que pela força da ameaça quer voltar a semear o medo nos Silvenses. A ameaça que nos fazem é sinónimo de cobardia. E ... para que tenhamos os nossos direitos e garantias de liberdade, vamos todos dizer que o fascismo por aqui não passará. Vamos confiar na força que está dentro de nós e continuar a fazer os relatos convenientes que ajudem a esclarecer a população.


De Anónimo a 1 de Abril de 2007 às 00:46
Sr. Meireles
Permita-me que subscreva na integra tudo o que disse.
Obrigado!


De Anónimo a 1 de Abril de 2007 às 00:53
Discretamente, sem direito a folheto, nem banda, nem secretário de Estado, nem Primeiro Ministro, nem ... Presidente da Câmara... o parque de estacionamento das Piscinas Municipais abriu (será que é de vez?) ... Até os candeeiros têm luz!
Mas, não se faz! Então... p'lo menos uma sardinhada e um bailarico...
Mas já há estacionamento junto às piscinas...


De Anónimo a 1 de Abril de 2007 às 02:55
Esta câmara sempre foi mal governada, independentemente do partido no poder nunca soube dar resposta aos problemas dos munícipes e pior do que isso deixou criar a burocracia aliada á incompetência, uma alimenta a outra e gostam disso, porque por incrível que pareça aumenta o poder do burocrata e do próprio incompetente, ao não resolverem nada aos munícipes estes ficam entregues a si próprios e com as suas necessidades por satisfazer, desenvolve-se então uma série de técnicas para contornar o problema muitas dessas técnicas ventiladas pelo burocrata e apoiadas pelo incompetente que na altura própria não soube acautelar os interesses de quem o elegeu, depois de devidamente contornado o problema que fica sempre meio resolvido mas bem desenrascado o munícipe fica eternamente grato ao burocrata e ao incompetente. Como o problema ficou bem desenrascado e mal resolvido como é que os Srs. não querem que haja medo???? O que falta por ai são problemas que vão desde a varanda mal fechada, o pobre que lhe nasceu 3 ou 4 filhos e fez crescer a casita sem licença, a garagem no quintal, um armazém agrícola que é uma vivenda, um armazém (ilegal) feito nas traseiras porque não há zona industrial. Sempre que o incompetente muda há um ataque de pânico na população, mas há sempre uma esperança o burocrata pode ficar, acalma a populaça e alimenta o novo incompetente. Somem a isto os empregos directos criados pelo incompetente, os negócios de pessoas honestas mas que dependem da simpatia do incompetente, não querem que haja medo!!!!! Em abono da verdade não conheço casos de represálias ou perseguição, mas muita gente tem cautela.


De Anónimo a 1 de Abril de 2007 às 15:44
Não conhece?? Olhe que os há!!! E muitos mais do que imagina!


De alzira ponte a 1 de Abril de 2007 às 12:36
Sabia que o chefe ddo sector da carpintaria da Camara Municipal de Silves o senhor JOAQUIM DE apelido "trica", todos os dias por volta das 8.50 horas e as 9.05 horas e tambem durante os fins de semana vai buscar a esposa a casa para vir trabalhar e para ir as compras no carro da camara? Poi é, e ainda este fim de semana foi visto(sabado) ente as 10,30H ea sa 11horas com a esposa as compras junta ao mercado municipal !


De Anónimo a 1 de Abril de 2007 às 14:37
D. Alzira venho reforçar a sua observação-
Os carros da câmara (os que funcionam) circulam sempre e a qualquer hora por todos os locais ... vá-se lá saber porquê ... mas que circulam, circulam...
Quem é que faz a gestão da frota? Ou melhor, há alguma gestão ?. Ou melhor há frota?
Mas enfim... o povo já está habituado a comer, calar e pagar...
Mas bonito, bonito foi mesmo a manifestação de hoje 1 de Abril (que coincidência... não é dia das mentiras?) (transmitida pela TVI - aquela que não passou a entrevista com o vereador Manuel Ramos) promovida pela Srª Presidenta e apoiada/ dinamizada pelo seu Gabinete ... SOS Arade....
Eu diria mais SOS SILVES ... isto não se aguenta! Como é que ainda têm lata de vir p'ra rua com uma conversa destas?
Já agora: ONDE É QUE ESTÁ O PS DE SILVES? HA PS EM SILVES? Moços acordemmm... vá lá digam qualquer coisita... um comunicado ... umas palavrinhas ... ou O PS SILVES MORREU?


De anonimo a 1 de Abril de 2007 às 17:42
dia das mentiras com toda a certeza


De Ze Quintas a 1 de Abril de 2007 às 19:10
Com tantos baldes e pás, mais valia terem reposto a calçada na Avenida.


De anonimo a 1 de Abril de 2007 às 19:34
Seja mais claro.


De Ze Quintas a 2 de Abril de 2007 às 22:02
Ser mais claro? Não entende Português?


De Zorra Berradeira a 1 de Abril de 2007 às 20:24
Mas há PS em Silves? onde?
Maledicentes quer o Sr Anónimo dizer... E quer o Sr Anónimo e os demais Munícipes deste Concelho saber uma coisa?
É que são alguns ditos militantes do dito PS de Silves que ,mal terminam as reuniões desse dito Partido ,correm para as salas dos correligionários da Srª Presidente e lhe contam o que se passou na dita reunião do dito Partido dos ditos Socialistas de Silves .quer melhor oposição do que esta? Quer?
Não acredita? Então pergunte à Srª Presidente quem a informa em primeira e segunda mão sobre as ditas reuniões dos ditos Socialistas de Silves. Pergunte.
Isto é uma Máfia muito bem montada,caro Anónimo!!!!!!


De Anónimo a 1 de Abril de 2007 às 20:09
raras são as vezes que tenho escrito no teu blogue ,António!
não por medo ,não por cobardia ,não pelo simples NÃO ... não o fiz mais vezes porque ,oportunamente ,outros têm dito o que eu penso e repetir só para aumentar os comentários ,acho.o desnecessário .não necessitas de números .necessitas de pessoas .e quando se fala de pessoas eu estou lá .é o caso do post de hoje.
fala.se de medo .e de silêncios em função do medo .e dum 25 de Abril que terminou com o medo ...
Não, António!
Tu, tão bem como eu sabes que o medo não terminou com o 25 de Abril ... e não acabou porque há gerações criadas e alimentadas no medo .no medo de falar .no medo de pensar .no medo de agir .com o 25 de Abril, de facto, aprendemos a LIBERDADE, mas não soubemos ,nós ,a nossa geração as seguintes ,modificar mentalidades .o 25 de Abril das mentalidades ainda está por fazer ,e enquanto talnão acontecer, ,é impossível vencer o medo que ,intrinsecamente ,está inerente a anos e anos de salazarismo... talveez a geração dos nossos netos seja capaz ,talvez!!!

não me calo e deixo aqui ,publicamente ,a minha indignação com o que ontem se passou no SAP de Silves.
infelizmente ,este Município chegou ao impensável ,e porquê? porque todos ,por uma razão ou outra ,têm medo...
ontem, sábado, às 14 horas acompanhei a minha afilhada ,Lucília Reis, viúva ainda não há um mês, ao SAP de Silves, com uma fortíssima cólica de fígado. tinha levado toda a noite e manhã a vomitar e, face à sua debilidade, chamámos uma ambulância .acompanhei.a e como foi conduzida de ambulância, entrou ,imediatamente, o que não a impediu ,apesar de ter entrado de urgência, que ficasse sentada durante minutos ,minutos e minutos e minutos .cheia de vómitos nem um saco lhe deram .queixou.se que tinha frio e se eu não entrasse num gabinete e pedido a uma auxiliar que me desse uma manta para cobri.la, a Lucília ainda estaria ,gelada ,no corredor .entreatanto ,chegou uma irmã que, aflita, não esperou cá fora e foi ter connosco ao corredor que dá acesso aos gabinetes .nessa altura ,pensei em retirar.me, mas não o fiz porque pretendia falar com o médico e dar.lhe a saber:
1. a sua viuvez recente e a sua debilidade;
2. o seu historial clínico
3. o que ela podia ou não tomar ( atendendo às suas alergias ) e que ela, face ao estado em que estava, de certeza não relataria.
por isso fiquei.
e é, então que o Sr. Dr. J. TAVARES GUERREIRO ,ao passar por nós diz - está gente a mais neste corredor .a Srª ( dirigindo.se para a irmã da Lucília ) faça o favor de retirar.se. e ela retirou.se.
e de seguida atira.me - e a Srª também, retire.se!
não .respondi.lhe. não me retiro enquanto esta Srª não ficar acompanhada com um Sr ou Srª Enfermeira ou com um ou uma Auxiliar ,porque a Srª não está em condições de ficar sozinha.
resposta de quem se diz médico - OU A SRª SAI OU EU NÃO ATENDO A DOENTE...
é evidente que face a uma resposta desta não tive outro remédio senão sair. fi.lo ,mas ,no entanto ,não deixei de dizer.lhe
o sr é um prepotente
isto não são maneiras de se tratar uma doente que recorre ao serviço de saúde
e eu irei apresentar queixa do senhor.
e quando cheguei cá fora ,incomodadíssima, e toda a gente me abanava a cabeça a dizer que tinha muita razão , disse ,alto e bom som ,que tinha muita pena que o Sr. Ministro da Saúde não estivesse ali, porque aquele senhor que se diz médico seria o primeiro a ser chamado à razão .são indivíduos como este, que se acham intocáveis, porque pertencem a castas ,supostamente ,intocáveis e a quem todos abaixam a espinha e se calam ,é que nós temos a Saúde ,as Autarquias e o País que temos...
tenho ido , todos os anos e por várias vezes ,com a minha cadela a uma clínica veterinária ,onde o animal não é tratado como um SER HUMANO, doente e debilitado ,foi tratado, ontem, no SAP de Silves. e porquê?
porque as pessoas têm medo dos Srs "Doutores"... e porque ,infelizmente ,precisam deles e calam.se... e o que se passou no SAP ,passa.se em todoc o lado.
acabo como comecei...
a culpa é nossa . de todos os que fizeram o 25 de Abril .soubemos mudar um regime ,mas não soubemos mudar mentalidades e enquanto estas não se modificarem ,António, o medo continuará presente porque é a arma dos prepotentes e dos medíocres .vamos ,em conjunto ,modificá.las .de vez!


De Maria Gabriela Martins a 1 de Abril de 2007 às 20:11
não era suposto o comentário anterior sair anónimo ,porque queria e quero assiná.lo ,devo ter.me enganado em alguma coisa .peço desculpa .aqui fica o meu nome.


De CN a 2 de Abril de 2007 às 00:15
Exª Srª Gabriela Martins
Pelo bom sentido, ainda bem que foi consigo. Porque apanharam uma pessoa que mostra aquilo que é e que sempre mostrou, carácter
Durante anos conheci o atendimento no HBA, e assisti a situações que mostram o quanto não somos como a Srª Gabriela.
Quando morreu o pai de uma colega da Câmara, informei-a do que se passou, mas a filha aceitou e resignou-se a opinião do médico.
Se a filha tivesse querido apurar responsabilidades eu testemunharia, como disse na altura. Nada foi feito, aceitei.
Mas se testemunhasse, era pela aquela morte injustificada e por todos aqueles que vão morrer nos hospitais, por falta de assistência.
Srª Gabriela, não por mim mas por todos aqueles que não tem a genica que você tem, participe.
Foi a sua afilhada, amanha pode ser outro familiar seu ou de alguém que lhe e querido.

O Srª Ministro alterou o sistema de saúde, respeito. Mas não aceito a sua decisão. Decidiu economizar, fechando urgências, má a assistência hospitalar, os tempos de espera, os transportes de doente, continuam a ser os factores de mortalidade.
Quantas pessoas não morrem a espera de transporte, no Alentejo duas. E aquelas que não sabemos?
Crianças a nascerem a caminho dos hospitais? Basta ver as notícias. E a resposta é sempre a mesma “ vamos apurar responsabilidades e corrigir os procedimentos”
O problema é que tudo o que fazemos tem sempre o mesmo princípio: “Faz-se assim”, e tudo o resto é danos colaterais, e problemas de ocasião que se vão corrigindo.
Não critico nem ministros, nem políticos, nem afins, se os temos foi porque os escolhemos, ou não soubemos escolher, ou fomos enganados.
Peço desculpa D. Gabriela por ter usado a sua opinião para falar sobre esta questão.


De a 1 de Abril de 2007 às 22:29
Em São Marcos há o medo de desagradar a Isabel... E com esse medo la segue a senhora impavida e serena...


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

NOVO BLOGUE

COMPROMISSO DE HONRA

SOBRE AS FEIRAS MEDIEVAIS...

MAIS UMA HISTÓRIA INTERMI...

TRÊS REFLEXÕES EM TEMPO D...

SÃO MARCOS DA SERRA - UM ...

UMA ENORME TRISTEZA ...II

UMA ENORME TRISTEZA ...

DE COMO SE "PERDEM" MILHÕ...

O QUE É PRECISO PARA GANH...

arquivos

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

links
VISITANTES
Relógio
Fazer olhinhos
blogs SAPO