António Carneiro Jacinto
Sábado, 23 de Dezembro de 2006
A HISTÓRIA DE UM FACTORING ILEGAL?

Chegou ao meu conhecimento de que a Câmara Municipal de Silves terá recebido, há poucos dias, um ofício da I.G.A.T. informando a edilidade a solicitação da mesma, que de momento, não iria intervir na investigação do “chamado caso Viga D’Ouro – António Joaquim Aleluia Cherondo, uma vez que, estando o assunto “nas mãos” do Ministério Público e da Polícia Judiciária, a sua intervenção não se justificava, até para não prejudicar as investigações daquelas entidades.

A confirmar-se esta informação, a postura da I.G.A.T., que faz todo o sentido, mais não é que um balão de oxigénio ou, atendendo à quadra que atravessamos, uma prenda de Natal para Isabel Soares.

É notório, desde que veio a público este caso, que Isabel Soares tem tentado, a todo o custo, ocultar  o envolvimento de António Joaquim Aleluia Cherondo em todo este imbróglio.  E porquê? Porque  assinou um factoring com este empreiteiro e a Caixa de Crédito Agrícola de S.B.Messines, num valor escandaloso, que extravasa  as suas competências e, ... lhe pode custar a perca de mandato.

Assim sendo, Isabel Soares, por momentos, respirou um pouco de alívio, pois sabe que a intervenção do M.P. e da Polícia Judiciária incide na detecção de eventuais indícios criminais e não do foro administrativo. Aí cabe à  própria I.G.A.T. e ao Tribunal de Contas a investigação.   



publicado por António Carneiro Jacinto às 19:04
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Fernando de Sousa a 24 de Dezembro de 2006 às 00:01
Ah! Agora é a Caixa de Crédito Agrícola de S. B. de Messines?
Assim se vão entendendo os silêncios...


De Comendador a 24 de Dezembro de 2006 às 01:13
Desde quando era segredo? Só para quem não lê! E quais silêncios? Só para os mudos!


De Pequenino, como Marques Pentes a 24 de Dezembro de 2006 às 15:09
Há já algum tempo que reparo que alguém me vai repetindo (porque será?). Agora é com este factoring (aqui, ou em qualquer lugar! Oh rama, ou que linda rama, ou rama do olival...)


De CN a 27 de Dezembro de 2006 às 22:37
Vamos lá toda a gente tem direito a uma prenda de natal. Era bonito, da parte, de toda a gente que deixassem as autoridades.
Falando do essencial, será que se entidades detectarem algum crime vai haver justiça?
O tempo que leva a justiça a ser feita, investigação, tribunal e decisão e tão grande que quando chegar já estamos em eleições. Agora devíamos era ser honestos e ver que o Srº Carneiro Jacinto está a ir pelo caminho do desgaste do actual executivo. Será que não era mais interessante mostrar aos Silvenses que realmente há uma opção? Mostrar quais os seus objectivos e os meios para os atingir. È que o tempo da campanha é curto e a mensagem é nenhuma. Assim pelo menos os Silvenses vão exercer o seu dever em consciência.
CN


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

NOVO BLOGUE

COMPROMISSO DE HONRA

SOBRE AS FEIRAS MEDIEVAIS...

MAIS UMA HISTÓRIA INTERMI...

TRÊS REFLEXÕES EM TEMPO D...

SÃO MARCOS DA SERRA - UM ...

UMA ENORME TRISTEZA ...II

UMA ENORME TRISTEZA ...

DE COMO SE "PERDEM" MILHÕ...

O QUE É PRECISO PARA GANH...

arquivos

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

links
VISITANTES
Relógio
Fazer olhinhos
blogs SAPO