António Carneiro Jacinto
Sábado, 31 de Março de 2007
DIGA NÃO AO MEDO

Abro hoje uma excepção para me pronunciar, em post, sobre a ameaça feita por um anónimo de pôr em tribunal um dos comentadores habituais deste blogue.

Quero que fique bem claro, de uma vez por todas, várias coisas que o anónimo ignora:

1.     O Blogue é da minha exclusiva responsabilidade e respondo por tudo o que nele é escrito;

2.     Resulta deste facto que se é intenção do anónimo apresentar queixa em tribunal tem de o fazer contra mim;

3.     Sou eu que decido sobre aquilo que é publicado e em quase 4 meses não houve um único caso de difamação;

4.     O anónimo desconhece a legislação sobre a liberdade de expressão nos blogues e confunde, deliberadamente, difamação com crítica.

Fique a saber ,senhor anónimo, que eu não tenho medo de si nem de ninguém. Vivo numa sociedade livre e democrática, coisa que, infelizmente, parece não ser o caso, sobretudo na cidade de Silves. Sou eu que dou o corpo às balas e que assumo toda a responsabilidade por aquilo que é escrito neste blogue.

Começa a inquietar-me, cada vez mais, a atmosfera pidesca, com alguns laivos de fascismo ,que se vive neste concelho.

Aproveito esta ocasião para lançar um apelo profundo e muito sincero a todos aqueles que lêem e escrevem neste blogue, para que não tenham medo.

Medo é sinónimo de falta de liberdade e não foi para isso que há 33 anos se fez o 25 de Abril e muito menos essa importantíssima conquista de os cidadãos poderem escolher livre e conscientemente os seus representantes nas autarquias locais.

É altura de deixarmos de nos esconder, de não termos medo de dizer que somos a favor ou contra o REGIME LOCAL. Temos de dizer não ao medo, de o combater por todas as maneiras e de nos assumirmos como cidadãos de corpo inteiro.

Este blogue é um espaço de liberdade, aberto a todos, com a única condicionante de não ser um local para difamações ou críticas à honra seja de quem fôr. Defendo, portanto o visado como todos aqueles que de uma forma assídua ou esporádica aqui deixam o seu testemunho.

Vamos dizer não ao medo, vamos dizer não ao autoritarismo, vamos dizer não às provocações. Chega de mentiras. Falemos todos verdade.



publicado por António Carneiro Jacinto às 18:45
link do post | favorito

De Anónimo a 1 de Abril de 2007 às 20:09
raras são as vezes que tenho escrito no teu blogue ,António!
não por medo ,não por cobardia ,não pelo simples NÃO ... não o fiz mais vezes porque ,oportunamente ,outros têm dito o que eu penso e repetir só para aumentar os comentários ,acho.o desnecessário .não necessitas de números .necessitas de pessoas .e quando se fala de pessoas eu estou lá .é o caso do post de hoje.
fala.se de medo .e de silêncios em função do medo .e dum 25 de Abril que terminou com o medo ...
Não, António!
Tu, tão bem como eu sabes que o medo não terminou com o 25 de Abril ... e não acabou porque há gerações criadas e alimentadas no medo .no medo de falar .no medo de pensar .no medo de agir .com o 25 de Abril, de facto, aprendemos a LIBERDADE, mas não soubemos ,nós ,a nossa geração as seguintes ,modificar mentalidades .o 25 de Abril das mentalidades ainda está por fazer ,e enquanto talnão acontecer, ,é impossível vencer o medo que ,intrinsecamente ,está inerente a anos e anos de salazarismo... talveez a geração dos nossos netos seja capaz ,talvez!!!

não me calo e deixo aqui ,publicamente ,a minha indignação com o que ontem se passou no SAP de Silves.
infelizmente ,este Município chegou ao impensável ,e porquê? porque todos ,por uma razão ou outra ,têm medo...
ontem, sábado, às 14 horas acompanhei a minha afilhada ,Lucília Reis, viúva ainda não há um mês, ao SAP de Silves, com uma fortíssima cólica de fígado. tinha levado toda a noite e manhã a vomitar e, face à sua debilidade, chamámos uma ambulância .acompanhei.a e como foi conduzida de ambulância, entrou ,imediatamente, o que não a impediu ,apesar de ter entrado de urgência, que ficasse sentada durante minutos ,minutos e minutos e minutos .cheia de vómitos nem um saco lhe deram .queixou.se que tinha frio e se eu não entrasse num gabinete e pedido a uma auxiliar que me desse uma manta para cobri.la, a Lucília ainda estaria ,gelada ,no corredor .entreatanto ,chegou uma irmã que, aflita, não esperou cá fora e foi ter connosco ao corredor que dá acesso aos gabinetes .nessa altura ,pensei em retirar.me, mas não o fiz porque pretendia falar com o médico e dar.lhe a saber:
1. a sua viuvez recente e a sua debilidade;
2. o seu historial clínico
3. o que ela podia ou não tomar ( atendendo às suas alergias ) e que ela, face ao estado em que estava, de certeza não relataria.
por isso fiquei.
e é, então que o Sr. Dr. J. TAVARES GUERREIRO ,ao passar por nós diz - está gente a mais neste corredor .a Srª ( dirigindo.se para a irmã da Lucília ) faça o favor de retirar.se. e ela retirou.se.
e de seguida atira.me - e a Srª também, retire.se!
não .respondi.lhe. não me retiro enquanto esta Srª não ficar acompanhada com um Sr ou Srª Enfermeira ou com um ou uma Auxiliar ,porque a Srª não está em condições de ficar sozinha.
resposta de quem se diz médico - OU A SRª SAI OU EU NÃO ATENDO A DOENTE...
é evidente que face a uma resposta desta não tive outro remédio senão sair. fi.lo ,mas ,no entanto ,não deixei de dizer.lhe
o sr é um prepotente
isto não são maneiras de se tratar uma doente que recorre ao serviço de saúde
e eu irei apresentar queixa do senhor.
e quando cheguei cá fora ,incomodadíssima, e toda a gente me abanava a cabeça a dizer que tinha muita razão , disse ,alto e bom som ,que tinha muita pena que o Sr. Ministro da Saúde não estivesse ali, porque aquele senhor que se diz médico seria o primeiro a ser chamado à razão .são indivíduos como este, que se acham intocáveis, porque pertencem a castas ,supostamente ,intocáveis e a quem todos abaixam a espinha e se calam ,é que nós temos a Saúde ,as Autarquias e o País que temos...
tenho ido , todos os anos e por várias vezes ,com a minha cadela a uma clínica veterinária ,onde o animal não é tratado como um SER HUMANO, doente e debilitado ,foi tratado, ontem, no SAP de Silves. e porquê?
porque as pessoas têm medo dos Srs "Doutores"... e porque ,infelizmente ,precisam deles e calam.se... e o que se passou no SAP ,passa.se em todoc o lado.
acabo como comecei...
a culpa é nossa . de todos os que fizeram o 25 de Abril .soubemos mudar um regime ,mas não soubemos mudar mentalidades e enquanto estas não se modificarem ,António, o medo continuará presente porque é a arma dos prepotentes e dos medíocres .vamos ,em conjunto ,modificá.las .de vez!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

NOVO BLOGUE

COMPROMISSO DE HONRA

SOBRE AS FEIRAS MEDIEVAIS...

MAIS UMA HISTÓRIA INTERMI...

TRÊS REFLEXÕES EM TEMPO D...

SÃO MARCOS DA SERRA - UM ...

UMA ENORME TRISTEZA ...II

UMA ENORME TRISTEZA ...

DE COMO SE "PERDEM" MILHÕ...

O QUE É PRECISO PARA GANH...

arquivos

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO