António Carneiro Jacinto
Sábado, 23 de Dezembro de 2006
A HISTÓRIA DE UM FACTORING ILEGAL?

Chegou ao meu conhecimento de que a Câmara Municipal de Silves terá recebido, há poucos dias, um ofício da I.G.A.T. informando a edilidade a solicitação da mesma, que de momento, não iria intervir na investigação do “chamado caso Viga D’Ouro – António Joaquim Aleluia Cherondo, uma vez que, estando o assunto “nas mãos” do Ministério Público e da Polícia Judiciária, a sua intervenção não se justificava, até para não prejudicar as investigações daquelas entidades.

A confirmar-se esta informação, a postura da I.G.A.T., que faz todo o sentido, mais não é que um balão de oxigénio ou, atendendo à quadra que atravessamos, uma prenda de Natal para Isabel Soares.

É notório, desde que veio a público este caso, que Isabel Soares tem tentado, a todo o custo, ocultar  o envolvimento de António Joaquim Aleluia Cherondo em todo este imbróglio.  E porquê? Porque  assinou um factoring com este empreiteiro e a Caixa de Crédito Agrícola de S.B.Messines, num valor escandaloso, que extravasa  as suas competências e, ... lhe pode custar a perca de mandato.

Assim sendo, Isabel Soares, por momentos, respirou um pouco de alívio, pois sabe que a intervenção do M.P. e da Polícia Judiciária incide na detecção de eventuais indícios criminais e não do foro administrativo. Aí cabe à  própria I.G.A.T. e ao Tribunal de Contas a investigação.   



publicado por António Carneiro Jacinto às 19:04
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Fernando de Sousa a 24 de Dezembro de 2006 às 00:01
Ah! Agora é a Caixa de Crédito Agrícola de S. B. de Messines?
Assim se vão entendendo os silêncios...


De Comendador a 24 de Dezembro de 2006 às 01:13
Desde quando era segredo? Só para quem não lê! E quais silêncios? Só para os mudos!


De Pequenino, como Marques Pentes a 24 de Dezembro de 2006 às 15:09
Há já algum tempo que reparo que alguém me vai repetindo (porque será?). Agora é com este factoring (aqui, ou em qualquer lugar! Oh rama, ou que linda rama, ou rama do olival...)


De CN a 27 de Dezembro de 2006 às 22:37
Vamos lá toda a gente tem direito a uma prenda de natal. Era bonito, da parte, de toda a gente que deixassem as autoridades.
Falando do essencial, será que se entidades detectarem algum crime vai haver justiça?
O tempo que leva a justiça a ser feita, investigação, tribunal e decisão e tão grande que quando chegar já estamos em eleições. Agora devíamos era ser honestos e ver que o Srº Carneiro Jacinto está a ir pelo caminho do desgaste do actual executivo. Será que não era mais interessante mostrar aos Silvenses que realmente há uma opção? Mostrar quais os seus objectivos e os meios para os atingir. È que o tempo da campanha é curto e a mensagem é nenhuma. Assim pelo menos os Silvenses vão exercer o seu dever em consciência.
CN


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

NOVO BLOGUE

COMPROMISSO DE HONRA

SOBRE AS FEIRAS MEDIEVAIS...

MAIS UMA HISTÓRIA INTERMI...

TRÊS REFLEXÕES EM TEMPO D...

SÃO MARCOS DA SERRA - UM ...

UMA ENORME TRISTEZA ...II

UMA ENORME TRISTEZA ...

DE COMO SE "PERDEM" MILHÕ...

O QUE É PRECISO PARA GANH...

arquivos

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO